Atemporais Perspectivas

Posted: 12 de dez de 2011 by Lux Alt in Marcadores: , , , , ,
0

Não mais há tempo para lamentar a inoperância alheia,
Nem de procurar aleatoriedade nas ações mais ativas.
Não mais há tolerância a participar de uma facínora ceia,
Nem de tentar libertar mentes com feições auto cativas!

Não mais há tempo para sonhar com revolução ilusória,
Nem de procurar companhia para enfrentar tal batalha.
Não mais há tempo de explicar cada atuação compulsória,
Nem de dar a face para ser cortada com oxidada navalha.

Não mais há tempo para esconder-se em máscaras de papel,
Nem de rasgar a própria pele para negar quem é realmente.
Não mais há tempo para crer em pecado, inferno, divino céu,
Nem de sentir pelos outros, já que à própria sombra é temente!
Quem mente seu eu está jogando seu tempo ao léu...
Mas... Além de tudo, está voltando a ser réu inocente!

0 coments: