Do Outro Lado

Posted: 22 de jul de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

Perdido num mundo que não dá pra ingressar
Eu gostaria de poder te pôr no meu lugar
Mas nada dura para sempre é a maneira que deve ser habituado
Os sonhos nem sempre são decodificados como premunição,
Enquanto o castelo se desintegra em cinzas,
Eu assistirei do outro lado da ponte...
Sempre do outro lado da ponte.

Nunca voltar para as coisas que perdi
Ninguém nunca vai buscar memoria nos achados e perdidos.
Escolhi pertencer a um mundo onde os raios de luz brilham
Onde o sol é sentido além do concreto sufocante!
Estar sozinho, sem poder delinear realmente o aparente surreal,
Arrasto esse fardo como uma pesada corrente...
Sempre para o outro lado da ponte.

Não serei quem vai preencher o silêncio...
Eu tive exatamente tudo o que eu pedi por querer muito
E o eco só retumbava o oco do vazio do ego,
Não importa com quantos deitei ou andei, não é complemento!
Não importa quem amei, se o espelho não refletiu!
Todos viram... De longe meu corpo queimar
Um dia, depois da dor, depois da onda, depois da tormenta...
Eu gostaria de poder te despontar meu lugar
Do outro lado da ponte.

0 coments: