Pranto Triunfante

Posted: 15 de ago de 2012 by Lux Alt in Marcadores: , , , ,
0

Dos ossos ao cérebro,
Do outro lado da rua.
Da terra ao concreto,
Da memória nua e crua.
Sem sentir os sentimentos,
Tropeçando em desentendimentos.

Dos sonhos sombrios,
Do paladar ressecado.
Dos toques intangíveis,
Do planeta devastado.
Sem conceder vitalidade,
Amargando inútil sobriedade.

Do último abraço oco,
Dos ecos repetidos.
Do veneno apetitoso,
Dos olhares desconhecidos.
Sem respeitar a altivez...
Antes de feliz para sempre foi uma vez...
Mais uma vez desejos apodrecidos.

0 coments: