Coercível Paz

Posted: 30 de jun de 2013 by Lux Alt in Marcadores: , , , , , , , ,
0

Andando o mais veloz possível,
Caindo lentamente sobre cristais.
Flutuando sobre torrente intangível,
A vida se esvai em retardo fugaz...

Andando com medo defensível,
Cada olhar, possível ofensiva voraz.
Resvalando sobre anseio irreversível,
A vida é corrompida pelo vazio mordaz...

Andando contra a correnteza induzível,
Cada passo mais solitário. Solitário mais.
Desviando desse ódio sem combustível,
A vida dissipa-se em gases lacrimais.

Andando por caminho coercível,
Cada passo é pesado quase incapaz.
A violência da obediência desculpa plausível,
Por uma ordem hierárquica sagaz...
Rastejando sobre tanto sangue cível
A vida escorre em guerra nomeada paz.
A vida escorre em guerra nomeada paz.

0 coments: