À Espera do Indeferimento

Posted: 6 de jan de 2015 by Lux Alt in Marcadores: , , , , ,
0

Olhe mais para seus dedos dos pés,
E seja mais confiante em seus ossos.
Tudo o que tu querias ser e não és...
Tantos anseios mortos sem esforços.

Sinta melhor as rugas em tua face,
E seja mais sincero com o espelho.
Tudo o que tu querias que não acabasse,
Tantas vontades sem cair em joelho.

Teste o sabor de suas secreções...
E veja quão saborosas são lamúrias!
Tudo o que tu querias de sensações,
Tantos prazeres, necessárias luxúrias.
Tão raras emoções, tantas existências espúrias. 

0 coments: